quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Percy Jackson - O Ladrão de Raios - Resenha











Percy Jackson – O Ladrão de Raios
By Rick Riordan
Editora Intrinseca
387 páginas
 


 Olá!
Terminei a leitura do primeiro livro da saga Percy Jackson mas desta vez farei um pouco diferente. Como se trata do primeiro livro, que já foi adaptado para cinema, vou primeiro falar sobre esta adaptação  e depois deixarei minhas impressões sobre esta obra, correndo sérios riscos de cometer spoiler em algum momento da minha resenha, por isso, me desculpem.

Assisti ao filme Percy Jackson – O Ladrão de Raios a um certo tempo atrás mas do que me lembro, a adaptação não foi fiel ao livro, o que é uma pena, na minha opinião, já que a leitura me surpreendeu. Não consigo entender os motivos que levam os responsáveis por transformar um livro em filme a mudar os personagens e algumas das melhores cenas descritas no livro (por exemplo, a Annabeth é totalmente diferente no livro – aliás, muito mais bonita e parecida com o que seria uma semi-deusa ou meio-sangue filha de Atena) como a chegada de Percy ao Olimpo, a cena deles no parque de diversões (pelo que lembro, nem apareceu no filme, me corrijam se estiver errada, por favor, comentem) ou o confronto dele com o “amigo” que o traiu no final. Acredito que se tivesse visto o filme depois do livro, minha decepção com a versão cinematográfica seria ainda maior.

Com relação ao livro, totalmente cativante!

Abro um parenteses aqui para dizer que muitos podem achar estranho meu gosto por livros infanto-juvenis quando já tenho 40 anos mas acho que minha alma não envelhece! E, como tenho dois filhos, gosto de conhecer, ler e deixar minhas impressões sobre obras que poderão (espero) fazer parte do futuro deles (adoraria ver meus filhos lendo Harry Potter ou Percy Jackson).

Voltando ao livro....

Leitura leve, fluida, envolvente. Sou fã das mitologias grega, romana, egípcia... e neste livro fiquei muito satisfeita com o que foi descrito (cenários e personagens bem escritos, fazem com que a imagem deles fique bem clara em nossa imaginação).

Neste primeiro livro, Percy Jackson descobre sua verdadeira origem de uma forma dramática e dolorosa mas em contra-partida, começa a entender muitas coisas que acontecem com ele e que o classificam como “diferente” ou “esquisito” no mundo humano mas que no mundo mitológico fazem todo o sentido (como sua dislexia que na verdade é uma capacidade de ler e entender grego antigo).

Ele precisa se esconder num acampamento exclusivo para deuses e meio-sangues, que humanos não veem e monstros não podem entrar a menos que conjurados por quem está dentro.

Acusado injustamente de roubar o raio mestre de Zeus ele é enviado em uma missão para provar que não foi ele o ladrão, ajudado por dois amigos (um sátiro e uma semi-deusa), recuperar o artefato e devolvê-lo ao dono. Nesta aventura ele encontrará outros deuses no caminho (que tentarão fazer com que fracasse na missão) e alguns monstros. Mas o principal inimingo de Percy serão os conflitos pessoais que serão encarados (sua paternidade, o destino de sua mãe e principalmente as previsões do oráculo).

Não vou falar muito mais pois corro o risco de me empolgar e contar toda a história, rsrsrsrsr... mas digo que vale muito a pena chegar até o final do livro (especialmente para quem já assistiu ao filme) e se surpreender.

Beijinhos e até a próxima resenha!


Nenhum comentário: